O QUE RESTA É O AMOR !

Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento.
Este é o primeiro e grande mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Destes dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas. Mateus 22.37-40



imagem extraída de: Esboçando Ideias

Nos gabamos de ser cristãos, mas na hora de agir como um envergonhamos o nome de Cristo. Somos chamados filhos uma vez que o recebemos, ele mesmo nos deu o poder, mas não somos nada parecidos com o nosso Pai. Até ai tudo bem, não precisamos sermos iguais, contudo, a educação é tudo e devemos seguir as instruções do nosso pai para vivermos bem e sermos pessoas bem sucedidas. É assim que acontece na vida. Contudo, parece que tendemos a fazer aquilo que é errado, para satisfazer nosso ego, fazemos o que nos da na telha, pois isso vai nos agradar. O triste é que queremos Deus e as suas bençãos, mas obedece-lo jamais. Se somos realmente leitores ávidos da Bíblia, o qual a veneramos mais do que qualquer coisa e ate morremos por ela, devíamos ao menos obedece-la não é mesmo? E ao invés de perder tempo lendo-a de capa a capa e inventado pecados que ela não cita e que nem existe, cometemos um pecado maior que não é obedecer o maior mandamento do qual depende toda a lei e na qual se praticarmos ela sera cumprida. Amar a Deus é o maior, contudo não existe amor a Deus sem amor ao próximo. Como amar a Deus a quem não ver e não amar ao próximo a quem ver? (1 joão 4.20). Será que precisaremos de carregar uma imagem de Cristo crucificado na cruz para olharmos para ela e então assim nos lembrarmos do sacrifício e nos compadecermos? Ou será que sua morte nada importa para nós? De onde vem esse sentimento de frieza em relação aos outros a ponto de julga-los e não respeitarmos suas diferenças? Jesus disse que se somos filhos devemos imitar o nosso Pai que sem qualquer preconceito ou julgamento, levanta o seu sol sobre maus (sim pessoas más) e bons. Derrama chuva sobre justos, mas também injustos (aqueles que não merecem). (Mateus 5.45)
O que resta é o amor. Ele é uma escolha. Não é um sentimento, é uma atitude. Só ver isso em 1 corintios 13 e você vai perceber que não se ama por amar, ama porque escolhe amar e continua amando porque quer assim. Confundimos amor com emoção, mas o amor não é uma emoção, ela é algo racional, carismático, fruto do Espirito. O amor vence todas as coisas. Se cada um de nós tivermos uma atitude de amor em relação ao próximo, conscientes que fazendo isso, também estaremos demonstrando amor a Deus, então seremos felizes e vivermos em paz. Que possamos amar mais e odiar menos.

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS:

.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 Comments:

  1. Bom Dia, li ouvi, sabemos que: não é a minha Palavra um fogo < https://www.bibliaon.com/versiculo/jeremias_23_29/ > _que assim possa arder e quebrar a dureza dos nossos corações e termos os sentimentos que ouve em Jesus Cristo, que seja esta oração da Igreja até que quebrantamos e contristados estejamos e clamarmos "AVIVA TUA OBRA SENHOR COMO NOS TEMPOS PASSADOS." Que o Senhor nos ajude e o abençoe.

    ResponderExcluir